? ºC Porto Velho - RO

Geral

21/01/2019 11:33 G1

Ruas são pintadas de azul para diminuir o calor e gerar economia de energia elétrica no interior de SP

Com o verão, os termômetros estão passando dos 30°C com facilidade e, consequentemente, o consumo de energia elétrica acaba aumentando na tentativa de se refrescar. Foi pensando na sustentabilidade que as ruas de Tietê (SP) começaram a ser pintadas de azul.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, George Nicolosi, a ideia é que a cor no asfalto diminua a temperatura ambiente. Segundo o secretário, a cor azul reflete mais, o que favorece a redução da temperatura do piso.

“Consequentemente, você tem um ambiente com temperatura mais amena e vai demandar menos capacidade de resfriamento de um ar-condicionado, por exemplo, e vai consumir menos energia. Embora o branco absorva mais, ele tem uma particularidade de gerar muita luminosidade e causa transtorno visual. Azul favorece conforto visual e térmico”, afirma Nicolosi.

 
 
Prefeitura de Tietê pinta ruas de azul para diminuir o calor na cidade; entenda
TEM Notícias 2ª Edição – Itapetininga/Região
 
 
 
 
 
 
--:--/--:--
 
 
 
 
Prefeitura de Tietê pinta ruas de azul para diminuir o calor na cidade; entenda

Prefeitura de Tietê pinta ruas de azul para diminuir o calor na cidade; entenda

A pintura começou nas ruas do comércio, em frente da Secretaria de Meio Ambiente. O objetivo, de acordo com a prefeitura, é que o azul tome conta de outras vias, já que o resultado pode ser facilmente comprovado com um termômetro digital.

No asfalto, sem pintura, a temperatura chega a 54° C. Já na área com tinta cai para 47° C. A lata utilizada para fazer a pintura é de 18 litros e custou R$ 130.

 

Ainda segundo o secretário, não vai gerar grandes impactos financeiros para o município, já que a economia na conta de energia pode chegar a 10%.

 
Cor azul no asfalto promete diminuir gasto com energia elétrica, diz secretário do Meio Ambiente de Piraju — Foto: Reprodução/TV TEM

Cor azul no asfalto promete diminuir gasto com energia elétrica, diz secretário do Meio Ambiente de Piraju — Foto: Reprodução/TV TEM

“O Legislativo e o Executivo já tomaram conhecimento do material e confirmaram dar continuidade nisso. Porque é uma prática que melhora o conforto da comunidade”, afirma o secretário.

De acordo com o engenheiro agrônomo e professor de meteorologia Daniel Nassif, quanto mais próximo ao branco o ambiente fica menos aquecido.

“Quanto mais próximo do branco, menos aquecido o ambiente fica. Então, você tem essa relação de ganho de conforto técnico. É uma ideia interessante, usada em vários países da Europa, nos Estados Unidos, Japão", diz.

"Aqui no Brasil a gente consegue enxergar construções novas com telhados mais claros e com cores mais claras para conforto térmico e custo de energia mais baixo para resfriamento do imóvel”, explica.

 
A lata utilizada para fazer a pintura é de 18 litros e custou R$ 130  — Foto: Reprodução/TV TEM

A lata utilizada para fazer a pintura é de 18 litros e custou R$ 130 — Foto: Reprodução/TV TEM


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo